Português

BAR-ILAN: Teste de Figuras para Crianças

O Teste de Figuras para Crianças (BAR-ILAN) é uma prova semiprojetiva que despista situações reais e significativas geralmente encontradas no contexto educacional da criança. 

Esta prova permite a avaliação das seguintes dimensões:

  • Comportamentos interpessoais;
  • Conflitos;
  • Atitudes face aos outros significativos;
  • Sentimentos de competência;
  • Domínio das situações;
  • Reações emocionais;
  • Motivação;
  • Locus de controlo;
  • Processos de pensamento;
  • Atividade geral.

Permite, também, avaliar a percepção da criança em relação aos seguintes aspetos:

  • Lugar na sociedade;
  • Enquadramento no contexto educacional;
  • Posicionamento em casa;
  • Pontos fracos;
  • Potencial para lidar com as situações do quotidiano.

   

 Materiais

O BAR-ILAN é composto pelos seguintes materiais:

  • Manual técnico;
  • Conjunto de pranchas, cada uma composta por uma figura básica representado nove situações reais e significativas, geralmente encontradas no contexto de vida da criança. Seis das figuras têm uma versão para rapazes e outra para raparigas.

A elaboração das figuras, além de ter em consideração o quotidiano da criança (de forma a analisar as suas percepções relativamente ao contexto escola e familiar) teve o cuidado de abranger situações envolvendo relações com pessoas significativas que podem exercer influência nas atitudes da criança.

Trata-se de desenhos simples constituído apenas por contornos, mas com detalhes importantes. A sua simplicidade facilita a resposta das crianças, que poderiam ter dificuldade em responder a estímulos mais complexos.

 

Aplicação

Esta prova pode pode ser aplicada a partir dos 4 anos até aos 16 anos.

Durante a administração da prova é importante observar também o comportamento da criança (p.e., sinais de que possa estar sob tensão). A postura do corpo, o tempo de reação, o ritmo do discurso, uma mudança abrupta na interpretação do conteúdo, são outros sinais a que se deve estar atento.

Cada figura apresentada à criança, é acompanhada por um conjunto de questões-padrão relacionadas com o seu pensamento, os seus sentimentos e os seus comportamentos na situação específica que lhe está a ser apresentada.

 

Análise de protocolos

Ao analisar o protocolo com as respostas da criança, o psicólogo não só deve considerar as respostas, ou seja, as suas percepções em relação à escola e à família, mas também deve ter em conta outros aspetos, tais como: estado emocional, motivação, comportamento interpessoal, atitude para com as pessoas significativas, sentimento de competência e a qualidade dos seus processos de pensamentos.

Durante a terapia, a criança e o psicólogo podem discutir as respostas fornecidas de forma a procurar soluções alternativas como, por exemplo, perguntar o que a criança pode fazer caso os amigos se recusem a brincar com ela. Da mesma forma, é possível a promoção de um diálogo sobre o contraste da figura que a criança mais gostou e a que mais lhe provocou sensações de ira e as respostas que deu. Estas discussões servem como um meio para clarificar as emoções que a criança sente em cada figura.

Outras utilizações do teste

O BAR-ILAN também demonstrou ser válido como um meio para conseguir uma mudança de comportamentos junto das pessoas que habitualmente lidam com a criança:

  • Educadores e Professores - a utilização do BAR-ILAN pode ajudar educadores e professores a tomarem consciência de si próprios e dos seus alunos, no contexto escolar. Nestes casos, pode ser pedido que o adulto responda do ponto de vista da criança ou que responda espontaneamente às questões. No fim, examinam as suas respostas e discutem tópicos que referem.
  • Pais - a discussão dos resultados do teste pode dar origem a algumas mudanças de comportamentos dos pais perante os filhos, que vão ter efeito nas crianças.

Na investigação, o BAR-ILAN também pode ser uma ferramenta útil no estudo sobre métodos de ensino, reações das crianças ao stress, a relação entre pais e filhos e também a relação das crianças com os seus professores, entre outros.

Referências Bibliográficas

  • Itskowitz, R., & Strauss, H. (1986). The Bar-Ilan Picture Test for Children: A semi-projective test as a means of interviewing children. School Psychology International7(4), 210-216.
BAR-ILAN Teste de Figuras para Crianças por Rivka Itskowitz, Helen Strauss
<p>Esta prova semiprojetiva permite avaliar o comportamento interpessoal, conflitos, atitudes face aos outros significativos, sentimentos de competência, domínio das situações, reações emocionais, motivação, <em>locus</em> de controlo, processos de pensamento e atividade geral.</p>]]

Psychologist - Sales, Marketing & Training (Trainee)

Beatriz Lucas