Psicologia Clínica

Novidade | CANDIS

O CANDIS (CANnabis DISorders) é um programa psicoterapêutico baseado na evidência destinado ao tratamento de pessoas com perturbação do uso de canábis com recurso a terapia motivacional, terapia cognitivo-comportamental e terapia de resolução de problemas psicossociais.

Destina-se a ser implementado por profissionais de saúde como psicólogos, médicos, terapeutas ocupacionais e assistentes sociais com experiência e competência na área dos comportamentos aditivos, no contexto de cuidados de saúde primários e secundários, mas também em contextos institucionais.

Os objetivos para os participantes são:

  • reconhecer os seus problemas associados ao consumo de canábis;
  • aceitar e participar regularmente na terapia;
  • optar pela abstinência como objetivo de tratamento;
  • cessar o consumo de canábis;
  • manter a abstinência usando estratégias de prevenção de recaída;
  • aprender a resolver eficazmente problemas psicológicos e sociais sem recorrer ao consumo de canábis.

Estrutura

O CANDIS é composto por 10 sessões de 90 minutos de duração, com possibilidade de redução para 50  a 60 minutos. Pode ser aplicado realizado em sessões individuais ou como terapia de grupo.

As sessões do currículo CANDIS são:

  • Sessão 1: Introdução ao programa CANDIS
  • Sessão 2: Benefícios do consumo e benefícios da mudança
  • Sessão 3: Compreender o seu padrão de consumo de canábis
  • Sessão 4: Preparação do dia D
  • Sessão 5: Analisar o dia D e lidar com os cravings
  • Sessão 6: Prevenção da recaída
  • Sessão 7: Resolução de problemas – Parte 1
  • Sessão 8: Resolução de problemas – Parte 2
  • Sessão 9: Canábis e outras perturbações mentais associadas
  • Sessão 10: Lidar com a pressão para consumir

Materiais

O  CANDIS: Programa psicoterapêutico para perturbações do uso de canábis inclui:

  • Manual CANDIS, com Informação para o terapeuta;
  • Currículo CANDIS, com Sessões do programa;
  • Fichas de apoio que apresentam  estratégias para alteração dos padrões de consumo,  tabelas para monitorizar o comportamento (tais como fatores que desencadeiam vontade de consumir ou pensamentos sobre canábis) e transmitem conceitos-chave, como os cinco passos para a resolução de problemas. As fichas de apoio podem ser descarregadas através do site da Hogrefe sempre que necessário.

Resultados

Nos estudos que demonstraram eficácia deste programa, 50% dos participantes conseguiram cessar o consumo e 30% tinham reduzido o consumo de canábis. Verificou-se também diminuição da gravidade  da dependência, redução do  número de dias vividos com incapacidade e melhoria  de sintomas depressivos ou ansiosos. Os efeitos do tratamento mantiveram-se nas avaliações de seguimento 3 e 6 meses após o final de terapia.1

Os participantes que realizaram o programa psicoterapêutico reduziram significativamente a frequência de consumo de canábis, o número de critérios de diagnóstico de perturbação do uso de canábis, a gravidade da dependência, assim como o número e gravidade de problemas relacionados com este consumo. A experiência dos participantes com a terapia CANDIS foi classificada, em média, como “muito boa”.2

O CANDIS foi originalmente desenvolvido e testado na Alemanha. Após a sua adaptação bem-sucedida ao sistema de cuidados de saúde alemão, é presentemente aplicado em outros países da União Europeia como Polónia, Áustria, Luxemburgo, Suíça, Itália e Espanha bem como, nos Estados Unidos da América. Mais recentemente foi demonstrada eficácia da aplicação do CANDIS em indivíduos com consumos de outras drogas além do canábis.3

Reunida a evidência, o programa CANDIS encerra o potencial de melhorar o acesso de doentes com perturbações do uso de canábis a cuidados de saúde baseados em evidência.

Referências Bibliográficas

  1. Hoch, E., Noack, R., Henker, J., Pixa, A., Höfler, M., Behrendt, S., Bühringer, G., & Wittchen, H.-U. (2012). Efficacy of a targeted cognitive-behavioral treatment program for cannabis use disorders (CANDIS). European Neuropsychopharmacology, 22, 267–80.
  2. Hoch, E., Bühringer, G., Pixa, A., Dittmer, K., Henker, J., Seifert, A., & Wittchen, H.-U. (2014). CANDIS treatment program for cannabis use disorders: Findings from a randomized multi-site translational trial. Drug and Alcohol Dependence, 134, 185–93.
  3.  Neumann M., Bühringer, G., Höfler, M., Wittchen, H., & Hoch E. (2018). Is Cannabis Use Treatment Also Indicated for Patients with Low to Moderate Polysubstance Use. European Addiction Research; 24(2):79-8 7. doi:10.1159/000488345.
CANDIS Programa psicoterapêutico para perturbações do uso de canábis por Ana Machado, Vítor Covelo, Alexandra Sousa, Vânia Rocha
O CANDIS é um programa psicoterapêutico baseado na evidência destinado ao tratamento da perturbação do uso de canábis em jovens e adultos.Combinando três vertentes psicoterapêuticas: terapia cognitivo-comportamental, terapia de resolução de poblemas e técnicas de entrevista motivacional, o programa …

Ana Sofia Machado

Alexandra Sousa